Sim, eu gosto de livros infantis

A vizinhamiga tem netos. E sempre compra livros muito bons para eles. Eu fazia o mesmo para os meus filhos e, bem, as crianças crescem. O que é (e não é) uma pena. Ainda tenho muitos livros infanto-juvenis e tenho percebido que surgem coisas novas todo dia. Hoje, durante uma visitinha, me deparei com um Chapeuzinho Vermelho lindo. E também com O Patinho Feio. E ainda com Festa no Céu, do Braguinha (é, o João de Barro, das marchinhas de Carnaval). As ilustrações dos livros são bem lindas, e a autora dos outros dois livros mata a charada: Que bolo, afinal, a neta levava para a vovó? Ora, um simpático bolo de fubá (tem a receita no livro).


Os livros são ótimos: texto bacana, ilustrações lindas. É, as fotos (fui eu quem tirei) estão péssimas mesmo. Mesa, transparente, pé aparecendo, tudo muito confuso. Vale a indicação (confiabilíssima) das leituras. E o fato de eu gostar muito de livros infantis é que eles precisam ser bons (crianças não engolem qualquer coisa) e, quando são bons mesmo, nós, adultos, viramos crianças novamente e curtimos à beça.

P.S. Alívio: As fotos recebem um corte automático. E eu pensando que estavam como eu fotografei: um verdadeiro mafuá de doido.






  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
RSS Feed
Design, decoração, arte, móveis e objetos sustentáveis