Fome de pão


Minha mãe sempre fazia esse pão de azeite e sempre achei tão bom, que comia até mesmo sem manteiga nem geleia. E o melhor: a receita é bem simples e fácil. Tem que sovar, é verdade, mas, com o stress da pandemia, achei foi bom sovar bastante, jogar a massa para cima com força, amassar bem.


A ideia era rechear alguns com queijo e outros com castanhas, mas, também por culpa da pandemia, não quis sair para comprar nem o queijo nem as castanhas. Fica para a próxima. Seria só um upgrade, pois o pão de azeite já é ótimo assim mesmo, sem outros ingredientes. Siga aí:


Medida utilizada para o azeite e a água: lata vazia de leite condensado


1 lata de azeite de oliva quase cheia (menos 1 centímetro)

2 latas de água morna

4 ovos

3 colheres de sopa de açúcar

1 colher de sopa de sal

2 colheres de sopa bem cheias de fermento biológico

1 colher de sopa de sal

(farinha de trigo, claro)



MODO DE FAZER:



Bater esses ingredientes no liquidificador, acrescentando um pouco de farinha de trigo, até formar um mingau bem espesso. Despejar numa bacia ou gamela e ir despejando farinha de trigo, até o ponto de enrolar. Cobrir a massa com um pano e deixar crescer até dobrar de tamanho. Enrolar os pães, colocar numa assadeira e deixar crescer novamente. Assar no forno a 200°. Se desejar, pode pincelar o pão com manteiga, assim que tirar do forno.


Observações: Costumo usar farinha de trigo Nita ou Venturelli; Também pode ser usadas duas colherzinhas de café de um melhorador de farinha e, ainda 1/4 de xícara de semolina. Para enrolar os pães, separo pequenas porções e abro com o rolo de massa formando um retângulo vertical, dobro os dois lados para dentro, juntando-os ao meio e, depois enrolo, como se fosse um rocambole.












  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
RSS Feed
Design, decoração, arte, móveis e objetos sustentáveis